Stonehenge (Inglaterra)

stonehenge

Um conjunto de pedras enormes e em círculos ainda é um grande mistério e intriga quem vai até Stonehenge, um lugar que muitos consideram místico, justamente por não achar uma explicação lógica para o fato de pedras de quase 50 toneladas terem sido colocadas lado a lado num lugar tão distante e remoto. Como aquelas pedras de cinco metros de altura foram colocadas ali? Que tipo de ferramentas ou tecnologias sofisticadas para a época foram utilizadas? Quem as colocou lá? Quantas pessoas foram necessárias para levar as pedras até o local? Quanto tempo foi dispendido para transportar as pedras e colocá-las lado a lado? Muitas perguntas já têm resposta.

Mas, o que se sabe hoje sobre Stonehenge? Localizado na planície de Salisbury, próximo a Amesbury, no sul da Inglaterra, Stonehenge é um círculo de pedras da Idade do Bronze, um sítio arqueológico pré-histórico que vem sendo estudado há anos. Tão antigo que os estudiosos dividem a sua construção em três fases.

Stonehenge é o resultado de diferentes períodos de construções que tiveram início há mais de 4.500 anos. Segundo pesquisadores e arqueólogos, no início, que foi chamado de Período I (3100 a.C.), existia uma vala circular com 97,54 metros de diâmetro. Havia uma única entrada. No interior, um banco de pedra e um santuário de madeira. Acredita-se que o local foi utilizado como um cemitério onde ocorreram cremações durante centenas de anos, já que durante as escavações foram encontrados ossos humanos cremados.

Posteriormente, no Período II (2150 a.C.), 82 pedras azuis foram transportadas das montanhas de Preseli, no sudoeste do País de Gales, até o local. A teoria é que as pedras foram arrastadas em rolos e trenós até a cabeceira do rio da cidade de Milfort Haven, sendo depois carregadas em jangadas, seguindo ao longo da costa sul de Gales até os rios Avon e Frome. Posteriormente, as pedras foram novamente arrastadas por terra até Warminster em Wiltshire. A viagem continuaria por água, descendo o rio Wylye para Salisbury. E de Salisbury Avon para Amesbury oeste. Quando chegaram ao local, as pedras foram dispostas no centro para formar um duplo círculo incompleto.

Já no Período III (2075 a.C.), é a vez das pedras Sarsen serem erguidas, em substituição às pedras azuis, que foram derrubadas. Segundo estudos, a origem dessas pedras seria da região de Marlborough Downs, perto de Avebury, na região norte de Wiltshire. Uma distância de nada menos de 19 quilômetros até o norte de Stonehenge. E como elas foram transportadas? Não seria possível por água, então a solução encontrada seria a remoção das pedras usando trenós e cordas. Mas, para que tudo desse certo seria necessária a ajuda de centenas de homens (cerca de 500) para puxar somente uma pedra, e para lançar os rolos na frente do trenó, outros 100 homens. Pelo menos esse é o cálculo feito pelos estudiosos.

As pedras foram colocadas de tal forma que foi formado um círculo externo. Dentro do círculo foram dispostos cinco trilithons (trilith), ou seja, duas grandes pedras verticais que sustentam uma terceira pedra colocada horizontalmente na parte superior das duas pedras, no formado de ferradura.

Apesar dos estudos, pesquisas e escavações realizadas ao longo dos anos, muitas perguntas ainda estão sem respostas. Estudos astronômicos, cerimônias religiosas, cerimônias místicas? Por que motivo Stonehenge foi construída? Talvez o ar de mistério continue rondando as pedras de Stonehenge por um bom tempo.

Quem vai até Stonehenge, classificado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, deve ter em mente que não é permitido entrar no meio das pedras. Mesmo porque elas estão isoladas por cordas. Você só poderá caminhar pelo círculo de proteção. Também é bom saber que o valor do ingresso dá direito a um áudio guide, ou seja, enquanto você visita o local você fica sabendo sobre a história e as teorias que envolvem a construção das pedras de Stonehenge.

A aura de mistério que ainda paira sobre Stonehenge faz com que o local se torne um dos mais visitados da Inglaterra, além de ser o monumento pré-histórico mais importante de toda a Grã-Bretanha. Por isso, há sempre visitantes tentando entender como Stonehenge surgiu e por quê. Em duas épocas do ano, a curiosidade aumenta ainda mais, quando ocorre os solstícios de inverno e verão (fenômenos astronômicos que marcam o início das estações do inverno e do verão). É nessa altura que o misticismo surge com mais força.

Além de conhecer as pedras de Stonehenge vale a pena visitar o centro de visitantes, onde o turista poderá conferir cerca de 250 objetos pré-históricos (objetos em cerâmica, ossos de animais, entre muitos outros) que estão expostos no museu local e contam um pouco da história da região. O centro de visitantes fica a 2 km do círculo de pedras, e para ir de um ponto a outro basta uma viagem de 10 minutos de ônibus.

Horário de Funcionamento: (2015)
16 de Março a 31 de Maio
9h30 às 19h

1 de Junho a 31 de Agosto
9h às 20h

1 de Setembro a 15 de Outubro
9h30 às 19h

16 de Outubro a 15 de Março
9h30 às 17h

Obs1: Duas horas antes do encerramento das visitas é feita a última admissão.

Obs2: Aberto todos os dias do ano, exceto véspera de Natal e dia de Natal. No entanto, podem ocorrer algumas alterações ou restrições durante o período de férias ou nos solstícios.

Obs3: Quando as condições climáticas não forem favoráveis, o acesso pode ser restrito e os visitantes podem não ter autorização para andar em volta do círculo de pedras.

Preço do Ingresso: (2015)
Adulto – £ 14,50
Crianças de 5 até 15 anos –  £ 8,70
Família (2 adultos, 3 crianças) – £ 37,70
Grupos – devem fazer a reserva antecipadamente

Obs1: O preço pode variar conforme a época do ano.

Obs2: A entrada para Stonehenge é feita somente com bilhetes com hora marcada, por isso é preciso fazer reserva pela internet. A reserva é a garantia de que o visitante irá visitar o local no dia e no horário escolhido.

Como chegar:
De trem:
O transporte público é uma opção para quem quer ir a Stonehenge. Só que a estação de trem mais próxima para Stonehenge é Salisbury cerca de 9,5 km de distância. Ou seja, na estação ferroviária Waterloo em Londres, você procura pela companhia de trens SouthWest. O percurso leva 1h30 min até Salisbury.

De ônibus:
Chegando a Salisbury, você utilizará o serviço de uma empresa de ônibus, a Stonehenge Tour Bus (ônibus de dois andares). O ônibus costuma sair de meia em meia hora no verão e de uma em uma hora no inverno. O percurso de Salisbury até Stonehenge leva cerca de 30 minutos, e é pago.

De ônibus: Saindo do Aeroporto de Gatwich
Do Aeroporto de Gatwich siga até o Aeroporto de Heathrow ou até a Estação Victoria Coach, no centro de Londres. De lá, pegue o ônibus para Salisbury.

De ônibus: Saindo do Aeroporto de Heathrow ou da Estação Victoria Coach
Os ônibus que saem destes locais levam cerca de 2 horas para chegar a Amesbury, cidade próxima a Salisbury. Em seguida, você pode chegar a Stonehenge a pé (cerca de 3 km), de ônibus local ou de táxi.

De carro: A partir de Amesbury
Siga a sinalização.

De carro: Do Aeroporto de Gatwick
Saindo do Aeroporto de Gatwick pegue a estrada M23 e junte-se a autoestrada M25. Siga as indicações para o Aeroporto de Heathrow. Ao chegar a M25, preste atenção e saia na saída 12 para a autoestrada M3 em direção a Basingstoke. Quando estiver na M3 siga para a junção 8 assinalado A303 Andover. Continue na A303 ALL até chegar a uma rotunda. Siga as indicações da sinalização.

De carro: Do Aeroporto de Heathrow
Saindo do Aeroporto de Heathrow siga as indicações para a M4 Ocidente. Dois quilômetros a frente, saia na junção 4b para a M25 Sul. Siga as indicações para o Aeroporto de Gatwick. Ao chegar a M25, preste atenção e saia na saída 12 para a autoestrada M3 em direção a Basingstoke. Quando estiver na M3 siga para a junção 8 assinalado A303 Andover. Continue na A303 ALL até chegar a uma rotunda. Siga as indicações da sinalização.

Leia mais sobre a Inglaterra – Clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *